012347
imgENHp1
imgFoto

imgENHp2
Disponibilizado novo serviço: possibilidade de constituir a sua empresa com a aprovação imediata da respectiva denominação no Posto de Atendimento da ENH do Registo Nacional de Pessoas Colectivas, sem quaisquer custos acrescidos.

» Ajuda

Esclareça as suas dúvidas na área das Perguntas Frequentes, ou coloque-nos uma questão nos contactos.

Escolha um nome entre os da nossa lista de Firmas ou Firmas com Marca.

E N

Perguntas Frequentes

Aqui respondemos às dúvidas mais frequentes. Se a sua questão não estiver aqui pode perguntar-nos directamente nos Contactos.
Clique sobre cada uma das perguntas para saber a resposta




Que tipo de sociedades podem ser constituídas nos balcões “empresa na hora”?

R: Podem ser constituídas sociedades comerciais e civis sob a forma comercial do tipo:

  • Sociedades unipessoais por quotas
  • Sociedades por quotas
  • Sociedades anónimas

voltar ao topo


Há sociedades que não podem ser constituídas nos balcões “empresa na hora”?

R: Sim. É o caso das sociedades anónimas europeias.

voltar ao topo


A que posto de atendimento “empresa na hora” me devo dirigir?

A qualquer posto de atendimento “Empresa na hora”, independentemente do lugar da sede da sociedade que pretende constituir.
No caso de o capital da empresa na hora ser realizado através da entrada de bens diferentes de dinheiro sujeitos a registo (entradas em espécie – bens imóveis ou móveis) deve dirigir-se aos postos de atendimento (ver rubrica "Contactos") que estão sinalizados com a menção "Com Procedimento de constituição com Entradas em Espécie".

voltar ao topo


Quais os pressupostos da constituição de “empresas na hora”?

R: A escolha de um dos modelos de pacto social, previamente aprovados pelo Presidente do Instituto dos Registos e do Notariado, I.P. e disponíveis neste sítio na rubrica PACTOS e nos postos de atendimento da ENH.
A escolha de firma através da lista de expressões de fantasia pré-aprovadas (Bolsa de Firmas) que se encontram para consulta na rubrica FIRMAS sendo a afectação efectuada no momento da constituição da sociedade.
Também pode optar por constituir a Empresa na Hora com base em Certificado de Admissibilidade previamente aprovado pelo Registo Nacional de Pessoas Colectivas.
De momento já está também disponível em todos os Postos de Atendimento da “Empresa na Hora”, a possibilidade de aprovação automática de denominação composta por firma-nome dos sócios pessoas singulares (Exemplos: "Paulo Santos & Alexandre", "Paulo, Alexandre & Rui", "Rui Santos Silva"), no momento da constituição da empresa.

voltar ao topo


Para a constituição de uma “empresa na hora” é necessária a presença de todos os sócios?

R: Sim. Na constituição da “empresa na hora” os sócios devem estar presentes e ser portadores de documento de identificação e do número de identificação fiscal. Caso não possam estar presentes e se façam representar por terceiros, será necessária a apresentação de procuração, de documento de identificação e de número de identificação fiscal do procurador.

voltar ao topo


Posso reservar previamente, de entre as firmas constantes da lista disponível, a firma que pretendo para a minha “empresa na hora”?

R: Não. A escolha da firma apenas pode ser efectuada no momento de constituição da “empresa na hora” junto dos respectivos balcões de atendimento.

voltar ao topo


Qual o custo de constituição de uma “empresa na hora”?

R: O custo de constituição de sociedade é de 360,00¤, incluindo publicações.
Ao custo do procedimento acresce o valor do certificado de admissibilidade previamente emitido, sempre que os sócios optem por essa forma de escolha da firma e se o capital social da sociedade for total ou parcialmente realizado mediante entradas em bens diferentes de dinheiro sujeitos a registo (entradas em espécie – bens imóveis), 50,00¤ por imóvel, quota ou participação social, 30,00¤ por cada bem móvel, ou 20,00¤ tratando-se de ciclomotor ou motociclo, triciclo ou quadriciclo com cilindrada não superior a 50 cm3, até ao limite de ¤ 30.000. Será, ainda, promovida pelo posto de atendimento da Empresa na Hora, a liquidação do IMT e de outros impostos que se mostrem devidos tendo em conta os negócios jurídicos a celebrar, assegurando o seu pagamento prévio à constituição da empresa.

voltar ao topo


Quando deverei efectuar o depósito do capital social da “empresa na hora”?

R: Caso o depósito do capital social ainda não tenha sido efectuado no momento da constituição da empresa, os sócios devem declarar, sob sua responsabilidade, que o mesmo será depositado, em dinheiro, no prazo de 5 dias úteis ou proceder à sua entrega nos cofres da sociedade até ao final do primeiro exercício económico.

voltar ao topo


Quando é possível o levantamento do capital social da “empresa na hora”?

R: É possível o levantamento do capital social da “empresa na hora” em qualquer momento, após a sua constituição.

voltar ao topo


É possível a constituição imediata de sociedades em que o capital seja total ou parcialmente realizado mediante entradas em bens diferentes de dinheiro (entradas em espécie – bens imóveis ou móveis)?

R: Sim é, nos postos de atendimento que estão sinalizados com a menção "Com Procedimento de constituição com Entradas em Espécie", devendo ser previamente agendada com o posto de atendimento da Empresa na Hora, a data da constituição da empresa.

voltar ao topo


A escolha de uma firma pré-aprovada pode limitar de alguma forma o objecto social que pretendo para a minha empresa?

R: Não. As firmas pré-aprovadas são compostas por expressões de fantasia que não identificam qual a actividade, cabendo aos interessados decidir livremente se pretendem completar a firma com a descrição do objecto da sua sociedade.

voltar ao topo


Disponho de um Certificado de Admissibilidade de firma válido. Posso utilizá-lo para constituir a minha empresa na hora?

R: Sim é possível utilizar Certificado de Admissibilidade de Firma ou Denominação, desde que esteja dentro do prazo de validade (3 meses a contar da data da sua emissão).

voltar ao topo


A inscrição da sociedade nas finanças, na segurança social e outros serviços públicos são efectuadas no momento da constituição?

R: É possível a indicação do Técnico Oficial de Contas ou a sua escolha de uma Bolsa disponibilizada pela Câmara dos TOCs. Neste caso, o TOC pode apresentar a Declaração de Início de Actividade via Internet. A Conservatória disponibilizará informaticamente os dados necessários para efeitos de comunicação do início de actividade à Inspecção-Geral do Trabalho, bem como os dados necessários à inscrição oficiosa da sociedade nos serviços de Segurança Social. Se não optar pela indicação ou escolha da Bolsa de um TOC, deverá proceder à inscrição da sociedade junto de qualquer Serviço de Finanças, no prazo de 15 dias, sob pena de serem aplicadas coimas.

voltar ao topo


É necessária a presença do Técnico Oficial de Contas no momento da constituição da “empresa na hora”?

R: Não. Os interessados devem apenas no momento da constituição indicar os dados do Técnico Oficial de Contas (bastando para o efeito mencionar o nome, número de inscrição na Câmara dos TOCs, número de identificação fiscal e domicilio profissional do mesmo).

voltar ao topo


Em alternativa à entrega de impresso em papel, é possível proceder à entrega electrónica da declaração de início de actividade para efeitos fiscais?

R: Sim. Os interessados devem para o efeito, no momento da constituição, indicar um Técnico Oficial de Contas (bastando para o efeito mencionar o nome, número de inscrição na Câmara dos TOCs, número de identificação fiscal e domicílio profissional do mesmo) ou escolher um da Bolsa de TOCs, para o efeito disponibilizada pela Câmara dos TOCs. Deste modo a Declaração de Início de Actividade pode ser apresentada pelo TOC junto dos serviços de administração fiscal de forma desmaterializada via Internet.

voltar ao topo


Quais os custos associados à escolha de um TOC da Bolsa?

R: O limite máximo dos honorários relativos à apresentação da Declaração de Início de Actividade é de ¤ 50,00, aos quais acrescem IVA à taxa legal em vigor.

voltar ao topo


Será possível utilizar o processo de constituição da “empresa na hora” quando os sócios são pessoas colectivas? E se forem pessoas colectivas estrangeiras, existe algum formalismo prévio?

R: Não existe qualquer tipo de impedimento caso os sócios da sociedade a constituir sejam pessoas colectivas. Em princípio, os documentos necessários são os seguintes:

  1. NIPC/ Cartão da empresa ou código de acesso ao cartão electrónico;
  2. Documentos de identificação e Números de Contribuinte dos representantes legais da sociedade;
  3. Acta de deliberação da Assembleia-geral ou Conselho de Administração (este documento pode ser dispensado dependendo do que estiver previsto nos estatutos da sociedade);
  4. Certidão da Escritura ou documento de Constituição ou pacto social actualizado, passado pela Conservatória do Registo Comercial, a fim de se verificar se é possível a participação da sociedade no processo de constituição de outras sociedades;

No que diz respeito às pessoas colectivas estrangeiras serão necessários, devidamente traduzidos (excepto se redigidos em língua Inglesa, Francesa ou Espanhola e o funcionário dominar essa língua) e legalizados, os seguintes documentos:

  1. Documento comprovativo da existência legal da sociedade no país de origem;
  2. Estatutos da sociedade;
  3. Acta da deliberação da participação da sociedade na constituição de outra;
  4. Identificação dos representantes legais da sociedade, incluindo os seus números de identificação fiscal singular;
  5. Será ainda necessário solicitar, previamente, junto do RNPC um número de pessoa colectiva que identifique a sociedade em Portugal.

voltar ao topo


Será possível, a cidadãos estrangeiros, a constituição de uma “empresa na hora”? Nestes casos, existe algum formalismo prévio que deva ser respeitado?

R: Não existe impedimento legal à participação de cidadãos estrangeiros na constituição de sociedades em Portugal. Contudo, existe um requisito prévio que se consubstancia na exigência legal da titularidade de um número de identificação fiscal à data da constituição da sociedade.

voltar ao topo


É necessária a presença dos Revisores Oficiais de Contas (efectivo e suplente) na constituição de uma Sociedade Anónima no âmbito da “Empresa na Hora”?

R: Não. Os Revisores Oficiais de Contas, efectivo e suplente, deverão fazer declaração de aceitação do cargo, a qual deverá ser entregue no momento da constituição da empresa.

voltar ao topo


19. O que é o cartão da empresa?

R: É o novo documento de identificação múltipla das pessoas colectivas que contém o número de identificação de pessoa colectiva (NIPC) que, corresponde ao Número de Identificação Fiscal e o número de inscrição na Segurança Social (NISS). Este novo cartão é sempre disponibilizado em suporte electrónico e no caso das empresas na hora também em suporte físico, a título gratuito. Este documento substitui os cartões anteriormente emitidos pelo RNPC e pelos serviços de Finanças.

voltar ao topo


20. Para onde é enviado o cartão da empresa?

R: Para a morada da sede da sociedade ou para morada indicada pelo requerente, quando este tenha legitimidade para representar a entidade (sócio, gerente ou outro representante)

voltar ao topo


21. Qual a validade do cartão da empresa?

R: A validade do cartão físico depende da validade dos elementos nele constantes. Por exemplo, se uma sociedade alterar a sua denominação o cartão deixa de estar válido. No entanto, o cartão electrónico contém a informação da entidade permanentemente actualizada.

voltar ao topo


22. O que é o cartão electrónico da empresa?

R: É um cartão disponibilizado de forma automática, na sequência da constituição da empresa na hora, mediante a atribuição de um código de acesso. A consulta ao cartão electrónico pode ser efectuada em www.empresaonline.pt ou www.irn.mj.pt. O cartão electrónico contém informação permanentemente actualizada e tem o mesmo valor do cartão emitido em suporte físico.

voltar ao topo


Qual o website onde irão ser feitas as publicações?

R: As publicações fazem-se através do sítio da Internet de acesso público e gratuito com o endereço electrónico www.mj.gov.pt/publicacoes.

voltar ao topo


É necessário legalizar os Livros de Actas na Conservatória do Registo Comercial?

R: Não. A legalização dos Livros de Actas pelas Conservatórias do Registo Comercial foi eliminada.

voltar ao topo


É necessário ter outros livros de escrituração mercantil?

R: Não. Deixaram de ser obrigatórios os livros de inventário, balanço, diário, razão e copiador.

voltar ao topo


A que formalidades deve obedecer o livro de actas?

R: Os livros de actas podem ser constituídos por folhas soltas numeradas sequencialmente e rubricadas pela Administração ou pelos membros do órgão social a que respeitam ou, quando existam, pelo secretário da sociedade ou pelo Presidente da Mesa da Assembleia Geral da sociedade, que lavram, igualmente, os termos de abertura e de encerramento, devendo as folhas soltas ser encadernadas depois de utilizadas.

voltar ao topo


Posso obter o registo de um Domínio de Internet?

R: É-lhe atribuído automaticamente na constituição da Empresa na Hora o registo de Domínio de Internet .PT, gratuito durante o primeiro ano de vida da empresa.

voltar ao topo


O que devo fazer para obter o registo do Domínio na Internet?

R: Nada. A Associação DNS:PT envia para a sede da sua empresa, via postal, carta com o login / password que permitem, através da Internet, acesso em www.dns.pt , assumir a gestão do domínio de Internet entretanto criado.
Sempre que o nome de domínio seja constituído por mais do que uma palavra as mesmas serão separadas por um hífen.
Caso pretendam retirar o hífen ou a acentuação, é possível efectuar esse pedido dentro do prazo de atribuição gratuita e caso o nome de domínio pretendido se encontre livre. O pedido deverá ser efectuado para o e-mail: request@dns.pt
Consulte a página www.dns.pt ou contacte a Associação DNS.PT:
e-mail: request@dns.pt ;
Tel: 808 201 039;
Fax: 21 844 01 57

voltar ao topo


Posso aderir a um Centro de Arbitragem para conflitos de consumo?

R: Sim. No momento da constituição da sua Empresa na Hora pode aderir a um Centro de Arbitragem, se o mesmo existir, tendo em conta, a actividade e a localização da sede da sua empresa.

voltar ao topo


Posso constituir uma “Empresa na Hora” com Marca associada?

R: Sim. Em todos os postos de atendimento "Empresa na Hora".

voltar ao topo


O que é a "Marca na Hora" (MNH)?

R: É a possibilidade de obtenção de uma marca previamente registada a favor do Estado, disponível numa bolsa de marcas.

voltar ao topo


Como posso adquirir uma (MNH)?

R: A MNH pode ser adquirida nas seguintes situações:

  • Em simultâneo com a constituição de uma empresa na hora (ENH) , aos balcões da ENH, ou no momento da constituição de uma empresa on-line (EOL), no sítio www.portaldaempresa.pt;
  • De forma autónoma, independentemente da constituição da sociedade, aos balcões da ENH ou on-line, no sítio www.portaldaempresa.pt.

voltar ao topo


Quem pode adquirir uma MNH?

R:Qualquer pessoa singular ou colectiva, domiciliada em Portugal, ou no estrangeiro, devendo neste último ser indicada uma morada em Portugal, um endereço de correio electrónico ou número de fax.

voltar ao topo


Qual o custo de adquirir uma MNH?

R: Uma marca com uma classe de produtos ou serviços custa ¤200,00 ao balcão da ENH ou ¤100,00 se requerida on-line. A esse valor acresce ¤44,00 por cada classe adicional.

voltar ao topo


Onde posso consultar a bolsa de Marcas na Hora?

R: A bolsa de firmas/marcas na hora pode ser consultada nos sites www.empresanahora.mj.pt, www.portaldaempresa.pt ou em qualquer um dos postos de atendimento da Empresa na Hora.

voltar ao topo


Quais as classes de produtos e serviços disponíveis no âmbito da MNH?

R: As classes de produtos e serviços disponíveis são as seguintes:

  • Classe 25 - Vestuário, calçado e chapelaria
  • Classe 33 - Bebidas alcoólicas (com excepção das cervejas)
  • Classe 35 - Publicidade; Gestão dos negócios comerciais; Administração comercial; Trabalhos de escritório; Promoção de venda para terceiros; Venda a retalho ou por grosso
  • Classe 36 - Seguros; Negócios financeiros; Negócios monetários; Negócios imobiliários; Administração de imóveis; Patrocínio financeiro; Serviços de mediação na compra e venda de imóveis
  • Classe 37 - Construção; Reparações; Serviços de instalação
  • Classe 41 - Educação; Formação; Divertimentos; Actividades desportivas e culturais
  • Classe 43 - Serviços de restauração (alimentação); Alojamento temporário

voltar ao topo


Qual a razão de serem abrangidas apenas algumas classes de produtos e serviços?

R: As classes de produtos e serviços disponíveis correspondem estatisticamente às de maior procura a nível nacional. Se nos referirmos ao ano de 2005, estas classes representam 61% do volume total de classes requeridas no acto de registo de marca.

voltar ao topo


No final do processo de constituição de uma ENH com escolha de MNH que documentos são entregues aos interessados?

R: Após a constituição da ENH com MNH são entregues os seguintes documentos:

  • Código de acesso ao cartão da empresa electrónico;
  • O Pacto Social e Código de Acesso à Certidão Permanente do Registo Comercial pelo prazo de três meses;
  • Documento comprovativo da aquisição da marca registada;
  • Recibo comprovativo do pagamento dos encargos e das taxas devidas.
Após a entrega da Declaração de Início de Actividade e inscrição na Segurança Social, será enviado o cartão da empresa em suporte físico.

voltar ao topo

Qual o número de marcas que estarão permanentemente disponíveis?

R: 200 marcas estarão, em regra, permanentemente disponíveis.

voltar ao topo


Posso adquirir uma MNH sem constituir simultaneamente uma ENH (Empresa na Hora) ou EOL (Empresa On-line)?

Sim, Actualmente pode-se adquirir uma Marca Registada dissociada da constituição da Empresa.

voltar ao topo


De que bolsa posso escolher a MNH dissociada da constituição da Empresa

R: Da bolsa existente em www.empresanahora.mj.pt, devendo para tal, seleccionar a opção firmas com marca ou se a adquirir via Internet em www.portaldaempresa.pt, através do serviço Empresa On-line.

voltar ao topo


Posso constituir uma ENH com Marca associada sendo o objecto da sociedade diferente dos produtos/serviços que pretendo adquirir?

R: Sim. A aquisição de marca na hora não está condicionada pelo objecto da sociedade. Por exemplo, pode constituir uma ENH com objecto de consultoria informática e a classe da marca que lhe está associada identificar produtos da classe 25 (vestuário).

voltar ao topo


Após a constituição de uma ENH com MNH posso alterar a firma da sociedade mantendo a marca com a mesma designação?

R: Sim. A dependência que existe entre a firma da sociedade e a marca cessa com a conclusão da ENH, momento a partir do qual a firma e a marca passam a vigorar autonomamente.

voltar ao topo


Qual o fluxo procedimental de back-office para criar uma "MNH" até à sua aquisição pelos interessados?

R: É criada pelo RNPC e pelo INPI uma bolsa de firmas reservadas e de marcas registadas a favor do Estado, compostas por expressões de fantasia e às quais é associado um número de identificação de pessoa colectiva (NIPC) e um número de processo de marca, independentemente da localização da sede da sociedade.
Desde o momento da criação da bolsa de firmas/marcas até ao momento do registo da marca a favor do Estado decorreram todos os procedimentos legais aplicáveis, incluindo a publicação de todos os pedidos de registo de marca no Boletim da Propriedade Industrial para efeitos de eventual oposição por terceiros.

voltar ao topo


Por quanto tempo é valido o registo da marca?

R: A duração do registo é de 10 anos, indefinidamente renovável por períodos iguais.

voltar ao topo


Qual o âmbito de protecção da marca?

R: A MNH é uma marca nacional, cuja protecção se limita ao território nacional.

voltar ao topo


Posso proteger a minha MNH com âmbito Europeu ou Internacional?

R: Sim. Contudo, este é um procedimento a efectuar à posteriori junto de qualquer Posto de Atendimento INPI. No entanto, nem sempre se consegue a protecção para todos os países.

voltar ao topo


O que é a Renovação de Taxas?

R: É a obrigação legal que o titular de uma marca tem de a renovar de 10 em 10 anos, através do pagamento das respectivas taxas.

voltar ao topo


O que é a Certidão Permanente?

R: A Certidão Permanente de registo comercial é a disponibilização em suporte electrónico e permanentemente actualizado, da reprodução dos registos em vigor sobre uma sociedade ou qualquer outra entidade sujeita a registo comercial bem como dos registos e dos pedidos pendentes;
É mais segura e confere maior transparência ao registo comercial do que a certidão em papel porque está sempre disponível na Internet e permanentemente actualizada, contendo não só a reprodução de todos os registos em vigor, como a menção das apresentações e dos pedidos de registo pendentes sobre a entidade;
É mais simples porque pode ser pedida pela Internet ou verbalmente ao balcão de uma conservatória por qualquer pessoa, sem necessidade de autenticação especial e permite, após o respectivo pagamento a visualização on-line da Certidão Permanente de registo comercial, através da introdução de um Código de Acesso que, para o efeito é disponibilizado.
A entrega do Código de Acesso à Certidão Permanente substitui, para todos os efeitos, a apresentação de uma certidão em papel, não podendo nenhuma entidade pública ou privada exigir uma certidão em papel quando lhes tenha sido entregue o Código de Acesso à Certidão Permanente – artº 75º, nºs 4 e 5 do Decreto-Lei nº 76-A/2006, de 29/03 e do artº 17º, nº 2 da Portaria nº 1416-A/2006, de 19/12.
A certidão permanente também pode ser emitida em língua inglesa.

voltar ao topo


É possível constituir uma "Empresa na Hora" e simultaneamente tratar de um processo de Licenciamento Camarário?

R: Sim. Através da Medida ISO6 do “Simplex Autárquico” foram disponibilizados alguns serviços camarários simplificados, junto de alguns Municípios e Postos de Atendimento do serviço “Empresa na Hora”, possibilitando assim uma redução do número de deslocações do cidadão às Câmaras Municipais.
Numa primeira fase e exclusivamente para as sociedades constituídas no âmbito do serviço “Empresa na Hora”, foram disponibilizados os seguintes serviços:

  • Averbamento de titular em processo de Publicidade;

  • Averbamento de titular em processo de Ocupação da Via Pública;

  • Declaração Prévia – Estabelecimentos Comerciais e de Serviços (Decreto-Lei nº 259/2007, de 17 de Julho), para:
    - Alteração do tipo de Actividade;
    - Mudança da pessoa ou entidade;

  • Declaração Prévia – Estabelecimentos de Restauração ou de Bebidas (Decreto-Lei nº 234/2007, de 19 de Junho), para:
    - Alteração do Tipo de Actividade;
    - Mudança da pessoa ou Entidade.

    voltar ao topo


    É possível tratar de processos de Licenciamentos Camarários em todos os Municípios e Postos de Atendimento da "Empresa na Hora"?

    R: Não. De momento tal possibilidade apenas está disponibilizada para as sociedades constituídas no âmbito da ENH, cuja sede social esteja localizada nas áreas dos Concelhos / Municípios de Águeda, Lisboa e Porto e nos seguintes Postos de Atendimento ENH:

    - Conservatória do Registo Comercial de Águeda
    - Conservatória do Registo Comercial de Lisboa
    - Registo Nacional de Pessoas Colectivas – Lisboa
    - Centro de Formalidades das Empresas de Lisboa
    - Espaço Registos de Benfica – Lisboa
    - Espaço Registos do Areeiro – Lisboa
    - Conservatória do Registo Comercial do Porto
    - Cartório Notarial de Competência Especializada do Porto

    voltar ao topo




  •  
     
     
     
     
     

    © Copyright 2005-2006, Todos os direitos reservados